CONHEÇA: KARDEC em quadrinhos

Nesta quarta-feira (10/04/2013), a CAIXA Cultural Curitiba apresenta a segunda sessão do projeto Cena HQ, desta vez, com a leitura da obra “Kardec”, dos gaúchos Carlos Ferreira e Rodrigo Rosa. “Kardec” é uma ficção histórica, que conta a origem do espiritismo por intermédio de um trecho da vida um de seus maiores expoentes: o professor e cientista Hippolyte Léon Denizard Rivail, que assumiu o pseudônimo Allan Kardec.

“Antes de qualquer crença na mística, na doutrina ou na religiosidade ligada ao espiritismo, o que nos interessa é contar uma grande história”, explica Carlos Ferreira, diretor cinematográfico, artista gráfico e roteirista, tendo quadrinhos publicados no Brasil, na Argentina e no Japão. O roteirista realizou diversas parcerias com Rodrigo Rosa, um dos mais ativos desenhistas de quadrinho da atualidade. “Kardec” é considerada a obra mais madura da dupla.

O diretor da leitura, Fábio Allon, é graduado em Arquitetura e Urbanismo, pela Universidade Federal do Paraná (UFPR), e doutorando em História e Fundamentos da Arquitetura e do Urbanismo. Desenvolve estudos nas áreas de teoria da arquitetura, de linguagem cinematográfica e na interface de ambos. Entre seus trabalhos como diretor de arte estão “Morgue Story – O Filme” e “Com as Próprias Mãos”, os videoclipes “A Grande Verdade”, de Vadeco e os Astronautas, e “Pernambuco Chorou”, do Terminal Guadalupe, entre diversas outras obras.

O projeto

Com curadoria de autores de José Aguiar, e curadoria de encenadores de Paulo Biscaia Filho, o projeto faz com que inusitados encontros, entre quadrinhos e cena, deflagrem discussões sobre a produção de quadrinhos no Brasil. Cada leitura é seguida de um debate entre o encenador e o autor da obra. Para este ano, o projeto – que, no ano passado, se chamava Cena HQ Brasil – passou a se chamar apenas Cena HQ, uma vez que autores estrangeiros estão previstos para fazer parte da programação.

Fonte: https://www.curitibacultura.com.br/noticias/allan-kardec-em-quadrinhos

Publicação remonta a saga conflituosa do autor da bíblia dos espíritas

Parece que eles incorporaram, de fato, o espírito do educador francês Hyppolite Léon Denizard Rivail, mais conhecido como Allan Kardec, o codificador da doutrina espírita.

Carlos Ferreira criou o roteiro e Rodrigo Rosa as ilustrações do livro “Kardec” (144 páginas, R$ 34,90), uma ficção biográfica em quadrinhos lançado pela editora Barba Negra.

Em preto e branco, a obra reconstitui a época em que Kardec viveu, na França, em pleno século XIX e retrata os conflitos e a conversão do educador – um intelectual respeitado e de raciocínio cartesiano -, em pesquisador incansável do espiritismo. O prefácio é de Marcel Souto Maior, autor de “As Vidas de Chico Xavier”.

Em “Kardec”, texto e ilustrações remetem o leitor aos primórdios do movimento espírita na França, período em que as ideias metafísicas borbulhavam, as “mesas girantes” eram um fenômeno comum nas reuniões mediúnicas e os objetos se moviam.
Kardec relutou, mas acabou fisgado por essas manifestações que transformaram definitivamente a sua trajetória. A princípio reticente e incrédulo, ele foi arrebatado pela força dos fenômenos sobrenaturais que o levaram a se debruçar sobre a vida após a morte e a deixar um legado que se tornou um tratado espírita.

Carlos Ferreira, um agnóstico confesso, e Rodrigo Rosa, um interessado pela vertente filosófica, conseguem captar essas nuances e propõem ao leitor uma releitura de um tempo de profunda imersão existencial, questionamentos, dúvidas e respostas sobre a comunicação com o mundo espiritual que acena com a imortalidade da alma.

Fonte: http://www.otempo.com.br/capa/brasil/allan-kardec-em-quadrinhos-1.337570

 

Anúncios

CONHEÇA: Kardec e os Espíritos em quadrinhos!

Reconhecemos neste trabalho uma autêntica expressão da Arte Espírita, pouco vista nos dias atuais, mas não menos importante para o conjunto, e principalmente para a história da Doutrina.

Através deste trabalho de gênio e grande talento, a Doutrina vai alcançar novos ramos e novas gentes, que apreciam com valor e justeza esta espécie de arte. Daí para um aprofundamento na Doutrina, é um passo, e o mais importante… através das obras fundamentais. Apoiamos alegremente as iniciativas desta natureza, saudamos os envolvidos e os abraçamos na mais simpática fraternidade espírita. Doando este talento, os autores nos ajudam imensamente na divulgação dos postulados espíritas, lançando suas luzes na sociedade brasileira.

Acesse para continuar lendo:

http://jornalcienciaespirita.spiritualist.one/kardec-e-os-espiritos-em-quadrinhos/